O pré-candidato ao Palácio das Esmeraldas, Gustavo Mendanha (Patriota), voltou a criticar a ausência do Governo de Goiás nos municípios do Entorno do Distrito Federal. Durante agenda nesta sexta-feira (24), na região, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia disse que o governador do GDF, Ibaneis Rocha (MDB), “assumiu a responsabilidade de cuidar dos goianos”

Foto: Rodrigo Estrela.

Gustavo lembrou que no ano passado, durante o pico da Pandemia de Covid-19, Ibaneis chegou a pedir que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), cuidasse da população do Entorno. O emedebista reclamou que por falta de vagas em hospitais de Goiás, os moradores da região buscavam auxílio em Brasília, superlotando as unidades de saúde do DF.

"Já assumi a responsabilidade do Entorno. Esse problema é meu! A população paga impostos em Goiás e utiliza os serviços públicos de Brasília. Mas, tendo a oportunidade, elas terão orgulho de dizer que são goianos", disse Mendanha.

Gustavo Mendanha intensificou as agendas na região com objetivo de ouvir as demandas da população local, que “se sente abandonada pelo atual governador”. O Entorno do Distrito Federal abriga mais de 30 municípios e é a segunda região mais populosa de Goiás.

Agência de Desenvolvimento
Uma das propostas do ex-prefeito de Aparecida para a região é criar uma Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana, gerida por um conselho com representantes de cada um dos municípios do entorno para discutir e construir projetos. O órgão terá orçamento próprio.

Gustavo Mendanha esteve nas cidades de Alexânia e Cidade Ocidental, onde realizou visitas ao comércio e lideranças religiosas da Igreja do Santuário do Jardim Imaculada.

Figura central da área econômica do País nos anos 1980, o ex-ministro da Fazenda do governo do presidente João Figueiredo contribuiu para o fortalecimento da Confederação como consultor Econômico da Presidência da entidade e coordenador de seu Conselho Técnico

Foto: Marcelo Santos.

 A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) recebeu com profunda tristeza a notícia do falecimento do consultor Econômico da Presidência da entidade e coordenador de seu Conselho Técnico, Ernane Galvêas.  Integrante do governo do 30º presidente da República, João Baptista de Oliveira Figueiredo, Galvêas comandou, como ministro da Fazenda, relevantes avanços no setor econômico, no momento que o País precisou se ajustar ao cenário internacional impactado pela segunda crise do petróleo.

"O País perde uma referência não apenas na área econômica, mas um humanista de primeira grandeza, de uma estatura intelectual admirável", lamentou o presidente da CNC, José Roberto Tadros. "Com seu conhecimento, sua experiência e sabedoria, ajudou a CNC e o Brasil a serem maiores. Pessoalmente, perco um grande amigo, cuja convivência sempre foi marcada pelo afeto, respeito e admiração. Em nome da Confederação e de todo o Sistema Comércio, manifesto meu agradecimento por tudo o que Ernane Galvêas representou para nós e me solidarizo com a família neste momento de dor", afirmou.

Capixaba, nascido em Cachoeiro de Itapemirim, em 1º de outubro de 1922, Ernane Galvêas graduou-se em Contabilidade, Economia e Direito. Realizou cursos de extensão no Instituto de Economia de Wisconsin, nos Estados Unidos, e no Centro Monetário Latino-Americano, na cidade do México. Era mestre em Economia por Yale.

Em 1942, ingressou no Banco do Brasil, foi chefe adjunto do Departamento Econômico da Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc) (1953-1961) e assistente Econômico de vários ministros da Fazenda (1961-1963). Foi diretor Financeiro da Comissão de Marinha Mercante (1963-1965), diretor da Carteira de Comércio Exterior (Cacex), no Banco do Brasil (1966-1968), e presidente do Banco Central do Brasil por dois períodos (1968-1974 e 1979).

Exerceu o cargo de ministro da Fazenda, de janeiro de 1980 a março de 1985, tendo sido representante do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI), no Banco Mundial, no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no Fundo Africano de Desenvolvimento e no Fundo para o Desenvolvimento da Bacia do Prata. Como ministro, ocupou a Presidência do Conselho Monetário Nacional e do Conselho Nacional de Comércio Exterior.

Ao encerrar seu primeiro período na Presidência do Banco Central, em março de 1974, Ernane Galvêas ingressou no setor privado, como presidente da Aracruz Celulose. Em várias oportunidades, dedicou-se ao ensino superior, como professor da Faculdade de Economia e Finanças do Rio de Janeiro, da Faculdade de Ciências Econômicas do antigo Estado da Guanabara, do curso de pós-graduação do Conselho Nacional de Economia.

Em 1988, passou a atuar como consultor Econômico da Presidência da CNC, onde também coordenou seu Conselho Técnico. Galvêas era membro do Conselho Diretor da Fundação Getulio Vargas e presidente de honra da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), além de autor de inúmeros artigos e diversos livros de Economia.

Velório - Ministro Ernane Galvêas
Data: 24/06 (sexta-feira)
Horário: às 11h
Local: Cemitério da Penitência – Capela 02 – Ecumênico Especial
*Obrigatório o uso de máscara.

Conheça o portal FOCO NACIONAL: foconacional.com.br

Na foto, Adilson Pinho, presidente do PROS no Ceará, Pablo Marçal, o advogado Amauri Pinho, vice-presidente nacional do PROS e Sandra Caparrosa, presidente do PROS Mulher


 Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

Os encontros com lideranças políticas realizados com muita sabedoria pelo presidenciável Pablo Marçal (PROS) por diversos estados, principalmente o Norte e o Nordeste nesta semana, está preocupando dois estrategistas políticos muito conhecidos que estão empenhados nos projetos de Lula e Bolsonaro. Me refiro a Zé Dirceu, outrora conhecido como Daniel, e Carlos Bolsonaro, o pitbull do papai presidente! Ocorre que em uma semana Marçal se encontrou com lideranças apaixonadas pelo projeto político do jovem empresário de 35 anos que almeja criar 10 milhões de empresas no Brasil, caso se eleja em 2022.

Na foto, o presidente do PROS no Ceará, Adilson Pinho e o Capitão Wagner. Adilson pinho disse com firmeza o seguinte: " O Capitão Wagner e Marçal terão o apoio efetivo dos cearenses de todos os rincões. Acredito que o Capitão e Pablo Marçal serão vitoriosos"


Com todo o gás e animado com a receptividade nos 12 estados onde foi recebido por militantes nacionalistas com suas bandeiras verde e amarela, Pablo, que é um apaixonado pelo Brasil, esteve em tempo recorde nos seguintes estados:

No Piauí, Pablo Marçal ao lado da jornalista e líder comunitária de peso Jardênya, seu filho e apoiadores de Marçal. O evento em Terezina reuniu 400 lideranças no Hotel Blue Tree


Minas Gerais, Bahia, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Amapá, Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia e Mato Grosso, quando o presidenciável com boa energia, alegria e muita fé em Deus, mobilizou mais de 5 mil lideranças que não querem Bolsonaro e nem Lula.

Todos sabemos que Bolsonaro está em franca decadência e a cada escândalo que ocorre no país, como os recentes, entre os quais a falta de segurança que ataca principalmente jornalistas Brasil afora, e agora a prisão de seu ex-ministro da Educação, que o próprio Bolsonaro afirmou colocar a cara no fogo jurando honestidade do hoje presidiário Milton Ribeiro, preso pela operação 'Acesso Pago' da Polícia Federal. Obviamente, o avanço de Lula nas pesquisas chegou ao limite.

O Pablo Marçal e este jornalista Walter Brito. Sou pré-candidato a deputado federal pelo PROS no Estado de São Paulo. Cheguei esta manhã ao DF para assistir a Palestra do Marçal às 20 horas


Quem conhece um pouco o comportamento de nosso eleitorado sabe que o filho da dona Lindu brevemente começará sua descida na mesma velocidade do pai do estrategista mais polêmico da nação brasileira, o vereador carioca chamado por muitos de Tonho da Lua. Voltando ao contato direto de Marçal com o povo brasileiro, à medida que se torna conhecido, ele cresce nas pesquisas e já está empatado tecnicamente com a pré-candidata do MDB Simone Tebet. O pré-candidato à presidência da República pelo PROS disse o seguinte enquanto recebia apoio de todos segmentos do povo brasileiro em sua semana pelo país:

"O Brasil é um país de dimensões continentais, mas eu não tenho preguiça e irei aonde o povo está! Minhas andanças e encontros com o nosso povo me faz feliz e minha energia aumenta, ao tempo em que me faz perceber que o nosso país não foi descoberto ainda, e o brasileiro, principalmente os governantes, não sabe de forma efetiva das suas próprias riquezas. Se soubesse não deixaria a nação do jeito que está", disse.

Na passagem de Marçal pelo Ceará certamente as lupas dos estrategistas de Lula e Bolsonaro se embaraçaram, pois o novato na política reuniu mil lideranças importantes, algumas que no passado estiveram com a família Gomes e agora estão com o jovem que aposta no empreendedorismo e com isso está vendo a polarização de Lula e Bolsonaro derreter com a derrocada do atual presidente, enquanto que as pesquisas qualitativas apontam uma breve descida do homem de Garanhuns de seu andor. Um dos grandes articuladores do encontro do Ceará foi o Edilson Pinho, presidente do PROS no Ceará e pré-candidato a deputado federal.

No referido encontro do Ceará foi selada a parceria do deputado federal Capitão Wagner, pré-candidato a governador e um dos líderes nas pesquisas, com o presidenciável Pablo Marçal. Esteve também presente o ex-prefeito de Fortaleza, o empresário Gaudêncio Lucena, Sandra Caparrosa, presidente do PROS Mulher e do vice-presidente nacional do PROS Amauri Pinho. Este recebeu do presidente nacional do PROS Marcus Holanda, autorização para avalizar junto com os demais companheiros do Ceará, a gloriosa composição com o Capitão Wagner, que tem tudo para governar o Ceará a partir de 2023. Pablo Marçal chega hoje, dia 23/6, ao Distrito Federal para uma palestra no Centro de Convenções. Salve o Cariri e salve o nosso Brasil!

Paulo Octávio disse para este jornalista Walter Brito(foto com PO, o seguinte: " Pablo Marçal tem falado muito sobre a trajetória de JK e está no caminho certo. O jovem goiano é uma pessoa que o Brasil precisa

O empresário brasiliense Paulo Octávio (PSD), com a elegância que lhe é peculiar, recebeu em seu elegante escritório na capital brasileira este escriba da política nacional, jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal em São Paulo pelo PROS. Na ocasião eu estava acompanhado do amigo e engenheiro Helinho Araújo, autor da minha foto com o mineiro radicado no DF. PO é o maior empresário da construção civil em Brasília e atua também na área de concessionárias de automóveis, hotelaria, entre outros. 

Pablo Marçal e Walter Brito durante o encontro com 14 embaixadores africanos em Brasília. WB autografou para Marçal, o seu livro: 'Vidas Negras importam'


Apaixonado por política, PO já foi deputado federal, senador, vice-governador e ocupou a cadeira 01 do Palácio do Buriti por um curto período de transição. Recentemente, o empresário, que é casado com Anna Christina Kubitschek Pereira, neta do ex-presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, o construtor de Brasília, recebeu com tapete vermelho e com todas as honras o jovem presidenciável do PROS, Pablo Marçal. Eu, WB, disse a PO que Pablo, o goiano de 35 anos, após o encontro com 14 embaixadores africanos no DF, está fazendo encontros políticos na pré-campanha presidencial em 15 estados do Norte e Nordeste até o dia 23/6. Em seguida ele passa por Brasília, Rio e São Paulo. No mês de julho, Marçal deverá ser recebido por Barack Obama e Kamala Harris nos EUA, bem como por dois presidentes do continente africano e um senador europeu. PO, admirado com minha colocação, argumentou:

"Eu fiquei muito feliz em conhecer o Pablo Marçal. Trata-se de um empresário arrojado que certamente será bem-sucedido na política. São de Pessoas como o Marçal que o Brasil precisa", disse PO. Sobre o seu projeto político e seu filho André, ele afirmou que está aguardando o afunilamento natural do processo político para decidir. No final, e já entrando em seu automóvel de frente aos seus dois hotéis, Manhathan Plaza e Kubitschek Plaza, Paulo Octávio Mandou essa: "Independentemente do fake news que circulou ontem, eu não descarto a possibilidade de disputar o Palácio do Buriti no dia 2 de outubro". Em tempo, Paulo Octávio foi padrinho de um de meus casamentos nos anos 90, realizado no Kubitschek Plaza, com a presença de meus saudosos pais Vespasiano Gualberto de Brito e Dejanira Carvalho de Brito.

'Até depois do fim'.

Evento gratuito será realizado de forma presencial nos dias 24, 25 e 26 de junho, no Teatro Sesc Paulo Autran, em Taguatinga


Fotos: paulo Almeida.

Os alunos do curso de Teatro do Centro Universitário IESB apresentam o espetáculo A Caravana de Delirantes. As apresentações serão realizadas nos dias 24 e 25 de junho, às 20h; e no dia 26 de junho, às 19h, com público presencial, sempre no Teatro Sesc Paulo Autran, em Taguatinga. A entrada é a doação de 1kg de alimento não perecível, com entrega no Sesc.

Com direção de Denis Camargo, professor do curso de Teatro do IESB, a peça mistura cômico e drama para contar a incrível história de uma trupe de artistas nada convencionais, atravessados por uma crise existencial. As personagens se encontram em dois universos distintos: bufonaria e palhaçaria, para ver em quais lugares cada um deseja ficar: no trágico ou no humor. "O espetáculo tem como proposta fazer o público se emocionar e, ao mesmo tempo, rir das situações construídas ao longo da história", conta o professor Denis.

Serviço

Apresentação do espetáculo A Caravana de Delirantes

Datas e horário: 24 e 25 de junho: às 20h

26 de junho, às 19h.

Local: Teatro Sesc Paulo Autran, Taguatinga Norte.

A entrada é a doação de 1kg de alimento não perecível, com entrega no Sesc.

Classificação indicativa: 12 anos


Ficha Técnica

Dramaturgia: Alcione Araújo

Adaptação e direção cênica: Denis Camargo

Elenco: Dani Magela, Danilo Oliveira, Filipe Miranda, Jozie Maranhão, PH Amorim, Mateus Alencar e Yan Pádua.

Trilha Sonora: executada ao vivo pelos atores.

Direção Musical: Walber Freitas.

Assessoria Teatro de Sombras: Karla Juliana e João Calmoni.

Cenografia e Figurino: Denis Camargo e elenco.

Maquiagem: Elenco.

Fotografia: Humberto Araújo

Designer gráfico: Danilo Oliveira

Iluminação e operação de luz: Lucas Amado.

Direção de vídeo Making of: Pedro Avellar

Produção: Antônio Andrade e Ana Luíza Araújo.

Equipe de Fotografia e Iluminação: Gui, Mariana Neves e Sthéfany Garcia.

Foto Still: Patrícia Lins

Som: Zevane Moura, Anna Dettmar e Fernanda.

Edição: Rafael Albuquerque


Pablo Marçal e a esposa Ana Carolina, entre o Edmilson Boa Morte, secretário nacional do PROS ( primeiro da esquerda, diplomatas africanos e o jornalista Walter Brito ( PROSSP), último da direita



Pablo Marçal e a esposa Ana Carolina, entre o jornalista Marco Calzolari e a executiva brasiliense Loisse Daielle


O pré-candidato à presidência da República pelo (PROS) Pablo Marçal se reuniu com 14 embaixadores africanos na última quarta-feira, 15/6, em Brasília -DF. Na ocasião, foram discutidas questões humanitárias e o apoio mútuo entre os países. Estiveram presentes no evento parlamentares, advogados, jornalistas e outras personalidades.

Edmilson Boa Morte, secretário nacional do PROS e pré-candidato ao Senado por Brasília e Silas Garden, pré-candidato a deputado distrital pelo PROS


Marçal falou que tem um compromisso pessoal e humanitário com o continente africano, e afirmou que o Brasil é uma "nação africana". Por isso tem um compromisso de, no futuro, morar lá para realizar mais projetos humanitários. Segundo o pré-candidato, ele e a família vão morar no continente africano por um compromisso de alma. "A partir de 2023, eu firmo um compromisso de recepcionar africanos para ajudar a fazer o Brasil crescer. Nós vamos passar por um processo chamado "empresarização", a gente não tem esse processo, apesar de termos 19 milhões de empresas. Eu quero deixar esse recado para os povos africanos: vamos contar com muitos africanos para ajudar a desenvolver tecnologia e ciência para o crescimento vertical na nação. As nossas relações serão potencializadas caso eu seja presidente da República".

Pablo Marçal ao lado da esposa Ana Carolina e de frente o vice-presidente nacional do PROS, o advogado Amauri Pinho durante o almoço com os diplomatas africanos


Marçal tem um projeto de construção de um vilarejo chamado "Camizungo" em Angola, e tem outros projetos humanitários que pretende desenvolver no país, aproximando ainda mais o relacionamento com o continente. A advogada e consultora jurídica da TV Justiça Gisele Reis esteve presente no evento e falou ao candidato sobre a importância de dar voz e visibilidade à África e sobre como o estreitamento do Brasil e da África pode e deve ser mais cultivado. "Temos que fazer um resgaste com a população negra. O Brasil e a África têm muito em comum", concluiu a advogada.

O pré-candidato à presidência da República Pablo Marçal e o jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal em São Paulo pelo PROS. Na ocasião o jornalista autografou para o presidenciável, o livro de sua autoria: " Memórias de uma família negra brasileira"


O jornalista Walter Brito também prestigiou o pré-candidato, e perguntou a Marçal se sua candidata à vice-presidência seria uma mulher negra. "Essa é a minha vontade, principalmente pelo fato de mais de 50% da população brasileira ser representada por negros, e você pode ver que na política tem pouca representação dessa coletividade", disse Marçal.

A esposa do presidenciável Pablo Marçal Ana Carolina, entre uma convidada da comunidade angolana em Brasília e a empresária Michely Mundy, pré-candidata a deputada federal em Brasília pelo PROS


Marçal quer um Brasil produtivo, onde as diferenças sejam respeitadas e que os direitos sejam estabelecidos e cumpridos. "Voto não define eleição, o que define eleição é movimento e as pessoas olharem que você é um cara pragmático e que você quer ver a nação avançar. Eu vou ter poucas promessas. Eu sou alguém de ação e resultado! Eu quero alcançar o coração de todos os brasileiros e estrangeiros que moram aqui. Você vai ouvir um discurso verdadeiro de irmandade e unidade. O Brasil está rachado com esse negócio de esquerda e de direita. Eu acho que já chega disso! A gente precisa dar as mãos, uns dos outros, olhar para a frente, e falar que é hora de o Brasil produzir", disse Marçal.

Pablo Marçal feliz com a presença de mais um importante diplomata do continente africano. Na foto, o Ministro Plenipotenciário da Embaixada da República do Zimbabue, o dr. Charles Godfrey Machoba


O pré-candidato encerrou o evento dizendo que acredita que será o único presidente brasileiro que irá pisar em todos os países da África, sentar e criar relações. Além de fazer um bloco econômico com o continente africano, ele quer contar com os conselhos dos africanos para entender melhor as necessidades para os países crescerem juntos.

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.